Radioatividade
Quando os núcleos de átomos de um elemento natural emitem partículas ou quando núcleos de átomos radioativos emitem radiações, a esse fenômeno dá-se o nome de radioatividade.
Todos os sais de urânio impressionavam as chapas fotográficas; a partir disso, o casal Curie, em 1898, descobriu o elemento químico polônio.
As partículas emitidas pelos núcleos dos átomos naturais podem ser de dois tipos: partículas α e partículas β.
As radiações emitidas pelos núcleos de átomos radioativos são chamadas de raios γ.
 
Leis da radioatividade
 
LEI DE SODDY (1911)
Ao emitir uma partícula α, o novo núcleo passa a ter quatro unidades a menos no número de massa e duas unidades a menos no número atômico.
 
LEI DE SODDY, FAJANS E RUSSEL
Ao emitir uma partícula β, o novo núcleo passa a ter o mesmo número de massa e número atômico, com uma unidade a mais.
 
Transmutação natural
Elementos químicos que possuem alto número atômico possuem núcleos grandes e instáveis; portanto, transmutam-se em outros espontaneamente.
São conhecidas três séries: série do urânio-rádio, série do tório e a série do urânio-actínio.
 
Transmutação artificial
Transmutação artificial, também chamada de transmutação provocada ou ainda experimental utiliza o nitrogênio e efetua o bombardeio com partículas a, emitidas pelo polônio, obtendo, assim, o oxigênio.
 
Fissão nuclear
É quando ocorre a divisão do núcleo de um átomo em dois núcleos menores, ocorrendo liberação de grande quantidade de energia.
 
Fusão nuclear
Fusão nuclear é quando ocorre a síntese de núcleos, originando um núcleo maior e mais estável e liberando grande quantidade de energia. Para este processo, são necessárias altas temperaturas.