Para enxergar um corpo, é necessário que raios luminosos vindos do corpo atinjam nossos olhos.
 
Fontes de luz
Existem dois tipos de fontes de luz:

 
Cor de um corpo por reflexão
A chamada luz branca é um conjunto de cores visíveis, entre as quais estão o vermelho, alaranjado, amarelo, verde, azul, anil e violeta. A luz branca é uma soma de cores, não é uma cor.
Todo corpo tem pigmentos que absorvem determinadas cores e que refletem outras.
Um corpo preto é um corpo que absorve todas as cores, não refletindo nenhuma. Um corpo branco é um corpo que é capaz de refletir todas as cores, não absorvendo nenhuma.
 
Princípio da propagação retilínea da luz
Os raios de luz caminhavam em linha reta. Portanto, podemos definir que, em meios transparentes e homogêneos, a luz se propaga em linha reta.
 
Princípio da independência dos raios de luz
Dois ou mais raios de luz, ao se cruzarem, seguem sua trajetória como se nada houvesse ocorrido, cada um conservando suas características iniciais.
 
Princípio da reversibilidade da luz
Quando você observar uma pessoa através de um espelho, essa pessoa também observa você, no mesmo ângulo de visão. Isso acontece porque o caminho dos raios é o mesmo.
 
Sombra e penumbra
Como a luz caminha em linha reta e em meios transparentes e homogêneos, alguns fenômenos são acarretados:

 
Eclipses
Quando a Lua fica entre o Sol e a Terra, ocorre o que se chama de eclipse. Se você estiver na região de sombra, você verá um eclipse total. Se estiver na região de penumbra, o eclipse será para você parcial.
 
Câmara escura de orifício
É uma caixa de paredes opacas, e uma das paredes possui um pequeno orifício. Quando se coloca um objeto luminoso ou iluminado na frente desse orifício, ocorre a formação de uma imagem do objeto, de forma invertida. Se na parede onde a imagem é formada for colocada uma folha de papel vegetal, você observará externamente a imagem formada.