As grandezas físicas são massa, comprimento, tensão, velocidade, volume e área.
As grandezas físicas são constituídas de duas partes: número e unidade.
Para estudar Física é necessário operar com grandezas físicas.
Existe uma pequena quantidade de grandezas fundamentais, e as demais são combinações dessas grandezas.
Como exemplo de grandezas fundamentais, temos:

As grandezas velocidade, aceleração, força, energia, trabalho, potência, pressão, área, volume, etc. são grandezas derivadas.
Para medir as grandezas fundamentais é necessário usar unidades-padrão, ou unidades fundamentais para essas grandezas.
Fazer uma medição nada mais é que comparar uma grandeza com o seu respectivo padrão.
SI é a linguagem internacional de padrões de medida, que simplifica as relações técnicas, comerciais e científicas entre os países.
Para que obtenhamos múltiplos e submúltiplos de qualquer unidade, basta multiplicar ou dividir a unidade por uma potência de 10.
Recomendações em relação à escrita das grandezas:

O Comitê Internacional de Pesos e Medidas reconhece que algumas unidades, apesar de não pertencerem ao Sistema Internacional, são empregadas tão frequentemente que são conservadas e aceitas.
Os pesos e medidas fizeram-se necessários quando o homem começou a negociar e a pesar os metais, bem como iniciou o planejamento das dimensões.
O comprimento era tomado em comparação a certas partes do corpo. A necessidade de mais precisão estabeleceu padrões rigorosos de comprimento, peso e capacidade.
Vários países têm diferentes sistemas de medidas, mas em um deles, o Sistema Métrico Decimal, calcula-se o comprimento com o auxílio do metro; o peso, com a ajuda do grama; e a capacidade, por intermédio do litro.