X
X

Novo diretor do livro e da leitura quer melhorar o acesso cultura

 

Volnei Canônica é o novo titular da Diretoria do Livro, Leitura, Literatura e Biblioteca do Ministério da Cultura (DLLLB/MinC). A informação foi divulgada no Diário Oficial da União.

 

O novo diretor é especialista em Literatura Infantil e Juvenil pela Universidade de Caxias do Sul (UCS) e Literatura, Arte e Pensamento Contemporâneo pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ). Graduado em Comunicação Social com habilitação em Relações Públicas pela UCS, Volnei Canônica também é ator e diretor de teatro. Desde março de 2011, vinha coordenando o programa Prazer em Ler do Instituto C&A.

 

Canônica trabalhou na Secretaria Municipal de Cultura de Caxias do Sul como coordenador das ações de teatro do município, de 2001 a 2004, e na equipe de coordenação do Programa Permanente de Estímulo à LeituraLivro Meu de 2005 a 2010. Foi assessor da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil, de 2008 a 2010, e professor palestrante de diversos cursos sobre a promoção da leitura literária pelo País.

 

A frente da Diretoria, Canônica pretende "fortalecer as ações da DLLLB e estabelecer diretrizes para a promoção da leitura pensando na mobilização da sociedade e no reestabelecimento do valor simbólico do livro e da leitura".


À DLLLB compete a formulação, implementação, monitoramento e avaliação da política do Ministério no campo do livro e da leitura, fundamentada nas diretrizes, objetivos e eixos de ação do Plano Nacional do Livro e Leitura (PNLL). Por força do Decreto nº 8.297, de 15 de agosto de 2014, a DLLLB incorporou em seu escopo o Sistema Nacional de Bibliotecas (SNBP); o Programa Nacional de Incentivo à Leitura (PROLER); a Biblioteca Demonstrativa Maria da Conceição Moreira Salles - BDB, além das Coordenações-Gerais de Leitura e de Literatura e Economia do livro.


Volnei Canônica substitui Jefferson Assumpção, que deixou a Diretoria em abril deste ano. De até agora, o cargo foi exercido, interinamente, por Suzete Nunescoordenadora-geral de Literatura e Economia do Livro.  


Em entrevista à Rádio São Francisco AM, de Caxias do Sul (RS), Canônica afirmou que o departamento pensa um novo sistema de bibliotecas públicas, mais acesso a livros e fortalecimento de bibliotecas comunitárias. A formação dos professores e mediadores de leitura também é artiuculada. Canônica defende que a literatura possa gerar benefícios econômicos.

“Acredito muito na união de esforços entre a sociedade civil, iniciativa privada e poder público. Sem esses atores discutindo como podem cooperar para a mudança de cenário, não poderemos avançar. A mudança social acontece quando eles estiverem em sinergia”, disse à reportagem.

* Com informações da RedeSul


Auto atendimento

copyright© 2010 Editora DCL - Todos os direitos reservados -

Nova sede: New Worker Tower - Avenida Marqus de So Vicente, 446 18 andar - Conj.: 1808 - Barra Funda - So Paulo/SP CEP: 01139-000 | (11) 3932-5222

Produzido por: ProWeb e Entrelinha Design